Resistências
É TUDO OU NADA!
A Cryptorave está com a campanha de financiamento correndo solta e conta com a sua contribuição. Na campanha tudo ou nada, se não conseguir arrecadar o valor estipulado, o dinheiro arrecadado é devolvido às pessoas doadoras e o evento não acontece. São 60 mil, vem e ajuda esse evento acontecer!

#MANGUEVIVE
O Clube de Jovens Ambientalistas de Trancoso, por meio do projeto #MangueVive, lançou uma petição pedindo que a Secretaria de Meio Ambiente freie o avanço comercial que ameaça o ecossistema local.

Arrecadação de livros para Pré-Vestibular do Complexo da Maré
Foi dada a largada para a Campanha de arrecadação de livros para os alunos do Curso Pré-Vestibular da #RedesDaMaré – Prova UERJ.
Os livros aceitos para doação são: “Sonetos”, de Vinicius de Moraes, “O alienista”, de Machado de Assis, “O Seminarista”, de Rubem Fonseca, e “O Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queiroz. Os exemplares serão arrecadados até o dia 31 de março e você pode deixar a sua doação na recepção da Redes da Maré ou na Biblioteca Popular Lima Barreto.

(vídeo) AUTONOMIA TECNOLÓGICA
A cada dia nos tornamos mais dependentes de corporações e empresas que controlam o acesso à informação e a comunicação pessoa a pessoa. No entanto, a tecnologia para transmissão de dados a longas distâncias está ao alcance de qualquer uma. Diversas iniciativas ao redor do mundo concretizam um modelo de comunicação que passa pelo cooperativismo, autonomia e comunidade. No Brasil temos a Nuvem: Estação Rural de Arte e Tecnologia, projeto de autossuficiência tecnológica que estimula a criação de redes comunitárias e promove o acesso de cidadãos e cidadãs às telecomunicações, entendidas não somente como serviço mas também como um direito a ser protegido.

 

Notícias, Artigos e Análises
Justiça Global denuncia à ONU e à OEA intervenção federal militar no Rio de Janeiro
Organização de Direitos Humanos também pede a criação de um canal de diálogo direto entre os organismos internacionais e a sociedade civil

Qual o limite para o ‘fichamento’ de moradores pelo Exército no Rio
Militares montam barreiras, pedem documentos e tiram fotos de quem vive em comunidades do Rio, levantando questões sobre violações de direitos civis

Facebook bloqueia página que denuncia racismo; para autor, rede prejudica minorias
Canal ‘Descolonizando’ sofreu bloqueio no Facebook por denúncias anônimas; AD Junior, criador do canal, diz que rede social virou ‘campo de batalha livre’ contra as páginas de pretos, lésbicas e gays

MODOS QUILOMBOLAS
Canudos, Caldeirões, Pau de Colher e Palmares sofreram o escandaloso crime do etnocídio, mas constituíram comunidades autogeridas e detentoras de uma cosmovisão que sempre assustou os colonizadores.

Educação Digital não é Alfabetização Digital
Falar de educação digital é falar de cidadania digital e empoderamento de estudantes. De participação ativa na aprendizagem e de conexões com o mundo real. De pedagogias digitais e de docentes que compartilham práticas em rede. De pensamento computacional e desobediência tecnológica. De criatividade e produção de conhecimento. De inovação e colaboração. De fazer com tecnologias, mas também de fazer tecnologias. De pensar com tecnologias e de pensar em tecnologias. (em espanhol)

Dados e políticas públicas – o caso da violência sexual contra crianças
“A falta de dados centralizados prejudica o combate – já que o primeiro passo para criação de políticas públicas contra o crime é saber o tamanho do problema, como ele costuma acontecer, se há maior ocorrência em determinados Estados e que questões, em alguns casos culturais, precisam ser combatidas em busca de uma solução.”

Netshoes faz acordo com MPF sobre ataque cibernético
Netshoes classificou como “incidente”  o ataque cibernético que vazou cerca de 2 milhões de dados de CPF e e-mails de clientes. Após acordo com o MPF, a empresa ficou responsável de contatar todas as pessoas atingidas pelo ataque até abril deste ano.

Our Data Our Selves
Our Data Our Selves expõe as consequências políticas das sociedades baseadas em dados. O projeto da Tactical Tech foi construído em torno de três temas, Dados e Ativismo, Dados e Política e Dados e Você, e investiga como as tecnologias digitais, alimentadas por nossos dados, formam o envolvimento político e impactam nossas liberdades civis, orientando o futuro de nossas sociedades. (inglês)

 

Guias e Ferramentas
Introdução à machine learning
Em machine learning, computadores aplicam técnicas de aprendizado estatístico para identificar padrões nos dados automaticamente. Essas técnicas podem ser usadas para aumentar e melhorar previsões. (inglês)

[vídeo] O que é exploração de dados
Assista a esse pequeno vídeo (3 minutos) que explica os riscos da exploração de dados e o que precisamos saber sobre isso. (inglês)

 

Oficinas
(SP) Rede Mesh: Conexões Comunitárias
A oficina de Rede Mesh tem como objetivo introduzir os participantes ao movimento de redes livres e autônomas por meio dos conceitos básicos de internet, redes computacionais em malha (Rede Mesh) e criação de provedores comunitários. Ao término da atividade os participantes serão capazes de criar suas próprias redes em malha em seu bairro para realizar comunicação e compartilhamento de arquivos em uma rede local, e até mesmo prover internet de maneira distribuída e colaborativa para amigos e vizinhos.

(SP) Rádio Livre
Oficina teórico-prática sobre as diversas formas de se fazer rádio: rádio livre,comunitária, rádio web, podcast, streaming e rádio digital, tratando do histórico e da tecnopolítica de cada meio, incluindo iniciativas de mulheres em ocupar o espectro eletromagnético (meio através do qual as ondas de rádio se propagam). Na segunda etapa da oficina será montada uma emissora de rádio livre de baixa potência para que as pessoas conheçam tecnicamente uma estação de rádio FM e vivenciem a experiência de fazer um programa de rádio, com a temática a ser escolhida em dinâmica de grupo.

 

Chamadas
Laboratório contra discursos de ódio oferece bolsas para jovens
Estão abertas até 1º de março as inscrições para o SaferLab, laboratório de ideias para a produção de contra-narrativas de enfrentamento aos discursos de ódio na Internet. A chamada é voltada para jovens entre 16 a 25 anos que têm vontade de saber mais sobre direitos humanos e produção de conteúdo on-line.
Leia o regulamento: http://saferlab.org.br/regulamento.pdf

CRYPTORAVE – Chamada para Atividades
Além de doar para a Cryptorave 2018, você também pode participar ativamente. O evento será construído de forma colaborativa, por meio de sugestões de palestras, debates, oficinas, jogos, atividades mão-na-massa e colaboração de projeto FLOSS (free/libre/open software/source). Propostas de apresentações artísticas, instalações, exibição de filmes e shows também são MUITO bem-vindas. DJs também já podem se inscrever para tocar na festa que rolará, como nas edições anteriores, ao final do encontro. As inscrições vão até dia 24 de março, à meia-noite. Não deixe para a última hora!

 

Recomendamos: Filmes e Vídeos ▶ ▷


Outros boletins
Boletim de Notícias – Voz das Comunidades